07 mar 19
Prólogo: 2018 e a minha batalha Contra as Feras

Eu sempre fico meio chocada com a minha mente que vira e mexe se esquece das coisas. Não é um dito problema de memória (ao menos não que eu saiba), mas a razão é que eu sou uma humana que não para de pensar um só segundo. Por pensar demais, coisas se empilham, competem uma com a outra, e não há foco que resista por tanto tempo diante desse turbilhão mental.

Uma das coisas que acabou perdida nesse turbilhão mental foi o tema de 2018: a batalha Contra as Feras. Escrevendo este texto, eu não tenho a menor ideia de como pensei em desenvolvê-lo ao longo do mencionado ano. Tudo que sei é que intencionei uma campanha e ela não aconteceu.

Meramente porque eu não fiquei superativa neste site. Ou em qualquer outro projeto pessoal.

De todo modo, não significa que não rolou uma batalha Contra as Feras. Rolou, mas no meu backstage. E, quando fui atrás de lembrar o tema de 2018, fiquei chocada!

Agora vocês entendem como meu esquecimento, às vezes, me impacta.

… Continue lendo

Stefs Lima
Jornalista, fundadora do Contra as Feras e líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I Am That Girl. Ela vê a escrita como superpoder de criação e de comunicação capaz de tornar o mundo melhor.
03 out 18
Se você quer ir mais rápido, pare de correr

Eu costumava correr para buscar coisas que eu não necessariamente precisava. Este hábito começou quando eu tinha 17 anos e continuou no começo dos meus 20. Por correr demais, negligenciei o que eu realmente precisava. Eu fui dominada pela pressão, pelo medo de desapontar as pessoas ao meu redor e pela ideia de que eu não chegaria a canto algum. No topo de tudo isso, eu costumava ser uma perfeccionista, o que acabou levando a um transtorno alimentar que me impactou por anos.

Eu era tão jovem e tão focada em ter uma vida bem-sucedida sendo que eu não estava realmente vivendo. Eu era uma adolescente presa em expectativas, uma garota que queria se encaixar nas expectativas da sociedade. Eu estava perdendo mais que ganhando, porque eu não tinha uma perspectiva madura de mim e da minha vida. Eu só queria chegar aos próximos passos da vida o mais rápido possível. Mas para quê? Eu não sabia.

… Continue lendo

Stefs Lima
Jornalista, fundadora do Contra as Feras e líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I Am That Girl. Ela vê a escrita como superpoder de criação e de comunicação capaz de tornar o mundo melhor.
20 set 18
Razões para continuar vivo por Matt Haig

Hoje, trago uma indicação de leitura. Pensei em fazer uma resenha do título em questão, mas está aí algo que tenho dificuldade: desenvolver texto que envolve um livro de memórias e assim por diante (algo que tem mudado ultimamente). Ainda mais este que retrata tópicos que não há o que discutir a não ser recomendar.

Por isso, eu escolhi trazer as razões de ler este livro que foi muito importante ao longo dos meus estudos sobre depressão e ansiedade (e que tento manter apesar da rotina). É uma leitura até que bem leve apesar de ter alguns gatilhos – ansiedade, depressão e suicídio (que não contam com relatos muito explícitos, a não ser o suicídio que é o tema que o abre). Acredito que este título é uma ótima indicação para quem não domina muito sobre esses assuntos e que ainda carrega muito tabu em seu coração.

Os motivos para eu ter lido Razões para Continuar Vivo foi graças ao TWLOHA (To Write Love On Her Arms). Fiquei bem contente quando vi que a Intrínseca o traduziu e não hesitei em comprá-lo. O único delay real que existe é a postagem deste texto que, por conta disso, acabou no meu próprio esquecimento.

 

… Continue lendo

Stefs Lima
Jornalista, fundadora do Contra as Feras e líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I Am That Girl. Ela vê a escrita como superpoder de criação e de comunicação capaz de tornar o mundo melhor.
13 set 18
Um papo sobre o caminho para uma verdadeira intimidade

Quantas vezes pensamos em ser quem somos e retrocedemos? Parece que há sempre um erro em nosso sistema que nos impede de ser, de expressar e de agir como queremos. De tornar a nossa vida totalmente uma verdade a base do que acreditamos. Parece um crime expor por aí a parte genuína do nosso ser tão quanto nossas crenças e valores. Tão quanto nossas ideias, nossos gostos, e tantas coisas, como se quem somos fosse capaz de ofender alguém.

É um entrave diário para muitas pessoas que colidem com outras que incitam os mais variados sentimentos negativos. Como a vergonha.

Vergonha do que pensarão de você.

Vergonha do que você mesmo pensará de si mesmo.

Vergonha. A vergonha de expor quem você nasceu para ser.

… Continue lendo

Stefs Lima
Jornalista, fundadora do Contra as Feras e líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I Am That Girl. Ela vê a escrita como superpoder de criação e de comunicação capaz de tornar o mundo melhor.
06 set 18
Vamos iluminar o mundo?

Era uma vez…

Havia uma pequena garota que tinha medo de crescer. Ela poderia se esconder nos cantos da sua antiga casa, com medo dos monstros, mas, assim que olhasse para fora da janela, lá os enxergava.

Eles não estavam em sua cabeça.

Eles eram reais.

Eles eram humanos.

A ameaça assumiu duas formas:

Primeira: o bullying que, gradualmente, lhe tomou a saúde e a alegria de viver.

Segundo: as pessoas que lhe tomaram seu direito de viver como uma adolescente normal com viagens, risadas e vitórias.

(tw: menção sem aprofundamento de suicídio e automutilação)

… Continue lendo

Stefs Lima
Jornalista, fundadora do Contra as Feras e líder de um Capítulo Local do movimento internacional chamado I Am That Girl. Ela vê a escrita como superpoder de criação e de comunicação capaz de tornar o mundo melhor.
SIGA NO INSTAGRAM
@contraferas